Post Image

Nos últimos anos, os móveis em MDF ganharam destaque no mercado. Uma das suas vantagens é, justamente, a sua durabilidade — que pode ser ainda mais estendida se a higienização do móvel for feita de maneira correta. Em tempos de pandemia, onde estamos com cuidados redobrados na limpeza da casa, separamos algumas dicas para a hora de higienizar o seu móvel:

  • O material mais recomendado para a limpeza é a esponja (utilize a parte macia);
  • Não umedeça demais a esponja (apenas o suficiente para tirar a sujeira da superfície, mas não a ponto de acumular água). Deixar o móvel molhado pode causar bolhas e estufamentos;
  • Não esfregue com força. Evite excessos. O MDF é mais sensível do que a madeira;
  • O ideal é higienizar todos os dias, não deixar que a poeira e outras sujeiras se acumulem.
  • A cada 15 dias, é recomendada uma limpeza mais profunda, com detergente neutro (pouco) misturado em água em um pano ou então com lustra-móveis à base de silicone (incolor);
  • O móvel em MDF não exige o uso de muitos produtos de limpeza: além da esponja, pode ser usado apenas um pano úmido com água para limpar e um pano limpo para secar depois. Sabão neutro também pode ser usado, caso ele esteja com manchas (especialmente na cozinha) ou então sabão de coco diluído em água. Álcool pode ser utilizado, mas não em excesso, especialmente nos móveis da cozinha, que podem ter manchas de gordura. E produtos multiuso costumam amarelar as superfícies, então, evite.
  • Não usar: produtos abrasivos, detergentes não-neutros, saponáceos, esponjas (parte áspera), palhas de aço, buchas, panos encharcados.

Dica extra: evite deixar o móvel em um local onde ele pegue sol diretamente. O calor pode causar deformidades na cor e estrutura.