Post Image

Quando você lê sobre móveis ergonômicos, muito provavelmente, pensa nos móveis do seu local de trabalho. Mas essa tendência também pode estar nos móveis da casa, aumentando o conforto também dentro dela.

Na ergonomia, design e tecnologia atuam juntos para garantir as melhores condições de quem usa aquele móvel. E os acontecimentos de 2020 e 2021 nos fizeram perceber ainda mais a importância de uma casa agradável e confortável.

Há muitas maneiras de escolher móveis mais ergonômicos para a casa. Mesas grandes, por exemplo, que comportam mais pessoas e são mais espaçosas, cumprem bem esse papel. Cadeiras com encosto e assentos ajustáveis e apoio para os braços, também são boas opções, já que permitem uma melhor postura. E sofás confortáveis (nem muito duros, nem muito fofos), para que o tempo de descanso não ocasione dores no corpo.

Os armários, em diferentes cômodos, também podem ser ergonômicos. No quarto das crianças e de pessoas idosas, eles podem ficar em alturas mais baixas para facilitar o alcance, por exemplo.

Os móveis ergonômicos podem ainda melhorar os momentos de lazer. Na sala, o tradicional rack ou painel que comporta a televisão deve fazer que ela fique centralizada de frente para os sofás e poltronas, para que, quem assista, fique na posição correta.

A tendência, portanto, é pensar em estética, mas também em funcionalidade e conforto. O bem-estar é cada vez mais levado em consideração.

Próx
Como escolher a cor dos ambientes?